Nova Maneira De Carregar Serviços Na Inicialização Do Ubuntu

Se lembra daqueles bons tempos em que para configurar o sistema Linux para rodar o programa na inicialização, bastava adiciona-lo no arquivo rc.local? Esses tempos acabaram e agora, por segurança talvez, isso é feito de forma muito mais sofisticada.

Com a chegada do upstart e do systemd, esse tipo de configuração ficou bem menos invasivo do que antes. No Ubuntu 14.04 por exemplo, é possível usar o update-rc.d para remover um programa da lista de inicialização. Os scripts de cada aplicativo fica no diretório /etc/init.d enquanto os arquivos de configuração ficar no diretório /etc/init, todos individualmente. Mas atenção, ainda não sei como adicionar um serviço a lista que deverá ser iniciado no boot do sistema.
Abaixo você verá os comandos de ajudar, remover o serviço web do boot do sistema e voltar para a configuração padrão do serviço, respectivamente.
pablo@ubuntu:~$ update-rc.d --help
usage: update-rc.d [-n] [-f] remove
update-rc.d [-n] defaults [NN | SS KK]
update-rc.d [-n] start|stop NN runlvl [runlvl] [...] .
update-rc.d [-n] disable|enable [S|2|3|4|5]
-n: not really
-f: force


The disable|enable API is not stable and  might change in the future.
pablo@ubuntu:~$ sudo update-rc.d -f apache2 remove
Remove any system startup links for /etc/init.d/apache2 ...
/etc/rc0.d/K09apache2
/etc/rc1.d/K09apache2
/etc/rc2.d/S91apache2
/etc/rc3.d/S91apache2
/etc/rc4.d/S91apache2
/etc/rc5.d/S91apache2
/etc/rc6.d/K09apache2
pablo@ubuntu:~$ sudo update-rc.d -f apache2 defaults
Adding system startup for /etc/init.d/apache2 ...
/etc/rc0.d/K20apache2 -> ../init.d/apache2
/etc/rc1.d/K20apache2 -> ../init.d/apache2
/etc/rc6.d/K20apache2 -> ../init.d/apache2
/etc/rc2.d/S20apache2 -> ../init.d/apache2
/etc/rc3.d/S20apache2 -> ../init.d/apache2
/etc/rc4.d/S20apache2 -> ../init.d/apache2
/etc/rc5.d/S20apache2 -> ../init.d/apache2

Claro que esses novos métodos são um problema, mas são apenas porque é preciso aprender tudo de novo. Eles são bastante funcionais, então não é um problema do próprio utilitário, mas sim do usuário do sistema. Ainda estou esperando algum tipo de problema como, dificuldade na programação para essa plataforma ou com compatibilidade. Nada disso eu encontro, não que eu esteja procurando, mas revela não haver nada de muito grave. Então, para os demais que reclamam, é muito bom ter o hábito de olhar a página oficial de suporte. Não só do Ubuntu, mas o suporte do Windows, da Apple, enfim, é impressionante o quão úteis eles podem ser.

Comentários

Postagens mais visitadas